Mensagens

Texto CAPAZES - A Carrilho o que é de Carrilho

A ler aqui

Texto Capazes - As Mulheres que são de Deus

Imagem
LER AQUI


"O voto de obediência impede irmãs de reclamarem para si um lugar que PODE e  DEVE ser seu: mas os leigos não estão impedidos de servir essa luta POR ELAS. A de termos irmãs a celebrar, de termos bispas.
Sonho com esse dia.
Talvez já não esteja cá para ver Bispas num sinodo, ou uma Papa, mas não faz mal. Acredito que um dia a Igualdade também chegue à minha Igreja e, se assim for, quando esse dia chegar, eu vou dançar lá no Céu."


Texto Capazes - Carta Aberta a Costança Urbano de Sousa

Imagem
LER AQUI



Da vida do corpo

Imagem
Gostava de te puder contar coisas;
que o sol já não se chama sol,
nem a lua, lua
nem os montes são mais habitados por flores nem por homens.

Gostava que soubesses que aqui
os rios deram lugar a pedras
e as pedras lugar a um chão que não existia antes
- mas que continua a chamar-se chão.


Queria dizer-te que o Amor morreu.

Sobrou-nos o corpo,
e é a ele que temos quando queremos chorar,
porque as pernas continuaram a ser pernas, e os braços, braços,
e as mãos, mãos
e ainda nos sobrou o toque que podemos fingir ser
o que um dia perdemos para sempre.


Quando as nuvens baixam até ao mar, o frio já não vem.


Quando o Fim acontecer,
vou procurar a pureza do teu pescoço, que tantas vezes conheci nu,
e contar-te o que sobrou de nós
quando nos encontraram mortos na sala de estar.



Às vezes só a minha cara é que é triste

Imagem
Às vezes só a minha cara  é triste,
porque o meu nariz e a minha boca não são.


Às vezes só a minha cara é que é triste,
porque as unhas,
o pescoço quase flácido de tempo
e as minhas mãos: nenhum deles se deixa entristecer.


Às vezes só os meus pés: tristes,
porque a pele e as pernas que vão dar aos pés não aceitam a tristeza que lhes querem dar.


Às vezes só a minha orelha esquerda é triste,
pelo que ouve na rua
e o que ouve torna-se um problema para a boca na minha cara que deixa de querer falar,
porque deixa de querer ser a minha boca.


E assim a boca da cara diz-me que só se abrirá por mais um dia,
(não sabe se para falar ou só para abrir os lábios já colados pelo tempo doce da amargura)

- só mais um dia, nessa tentativa de pronúncia 

um dia, longe

para entrarem os bichos debaixo da terra
e ela se deixar ir com eles.




CAPAZES - Deixem-me contar-vos como foi comigo

Imagem