segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

da Solidão 7

É amanhã. O constrangimento da conservadora a perguntar
- porquê? porquê?

e eu pequena, tal como na 3ª classe, timidamente a responder à professora.

Não tenho medo hoje porque o tempo passou. Da mesma forma que o nosso também.O nosso tempo passou e acabou e amanhã seremos duas pessoas adultas que se conhecem a dizer adeus. Com a maturidade da idade adulta sem o medo das crianças.

A fresh start, vai fazer-nos bem.

1 comentário:

  1. Olá Inês
    Gosto muito deste blogue. Já linkei no meu "eu ela e a escrita" e não resisti a postar um texto teu sobre um afastamento/ruptura.
    Beijinhos
    Graça

    Também és minha amiga no facebook.

    ResponderEliminar

Texto CAPAZES - A Carrilho o que é de Carrilho

A ler aqui