terça-feira, 29 de março de 2016

Do resto do mundo





 Maputo, 5 de julho de 1889




Somos mais limpas, avó.
O nosso clã é mais limpo e mais polido do que tantos que vejo. Quando não tinhas dinheiro para nos deixar, deixaste-nos o maior legado de todos: berço.
Deixaste-me berço, savoir-faire, tacto e algumas matas que um dia destes havemos de por a produzir por ti.
Não sabias ler nem escrever mas a tua presença era iluminadora. 
Que um dia eu possa ser um terço do que foste, sem teres lido um único livro em toda a tua vida


Agradeço-te por tudo.
Sobretudo por não me teres feito pequena, fraca e suja.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Texto CAPAZES - A Carrilho o que é de Carrilho

A ler aqui