quinta-feira, 4 de maio de 2017

Até sempre, miúdo



És dado como morto hoje. Dizem que tiveste morte cerebral.
Vais fazer uma puta de uma falta à tua mulher e à tua filha.


E a mim, parvinho. E  a mim.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Quando os dedos me caem

quando me disseram que ias morrer, o tempo caiu-me aos pés. mas não foi só ele a ceder vida. com ele a boca, os olhos, o queixo, as sobr...